Não era promoção, era cilada: os cuidados na hora de comprar na       Black Friday

A cada 6,5 segundos ocorre uma tentativa de fraude em compras na internet. Saiba como comprar com mais segurança nessa Black Friday.

 

 

 

trap thirst GIF by Nate Makuch

 

 

 

A Black Friday 2019 está se aproximando. Ofertas imperdíveis, descontos nas alturas, muitos brindes e consumidores ávidos para conseguir os melhores negócios. Mas, assim como no mundo real, não podemos confiar em tudo que a internet nos oferece. É preciso estar atento em onde você está colocando seus dados e, principalmente, seu dinheiro.

 

 

Com o aumento no fluxo de vendas que vem com a Black Friday, os fraudadores se aproveitam da euforia dos consumidores para aplicarem golpes.

Os crimes vão desde roubo de dados e clonagem de cartões até encomendas que nunca chegam na casa do cliente.

Nós, do Troque Fácil, queremos que sua jornada seja o mais tranquila possível e que você saia dessa Black Friday tendo aproveitado oportunidades de verdade. Portanto, para evitar que você caia numa fria preparamos algumas dicas que você pode seguir para comprar de forma mais tranquila, feliz e segura.

Veja só!

 

 

O Reclame Aqui é seu amigo

Como consumidores, temos o costume de recorrer ao site Reclame Aqui apenas após uma experiência de compra ruim. Mas, ele pode ser seu aliado na hora evitar cair em um golpe. 

Primeiramente, confirme se a loja existe no Reclame Aqui. O primeiro alerta vermelho é a falta de uma página no site. Em seguida, não só confira a nota da loja, como também leia o que os outros consumidores têm a dizer sobre o e-commerce e qual experiência eles tiveram. 

 

 

 

Desconfie de preços muito baixos

 

 

Você já deve estar familiarizado com a frase “muito bom para ser verdade”. Lembre-se sempre dela antes de colocar seu dinheiro e dados online. Se a oferta estiver muito abaixo do preço das demais lojas, desconfie. Criminosos usam as promoções para atrair pessoas desavisadas para seus golpes. 

 

Selo Black Friday Legal

 

 

O Selo Black Friday Legal é uma certificação dada pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico para os e-commerces que passaram por sua avaliação e aderiram ao código de ética da iniciativa. Procure por ele nos sites antes de realizar sua compra.

 

 

 

Empresas parceiras

 

 

Avalie o site que você pretende comprar. Nele deve conter um área que esclareça suas dúvidas (FAQ) e seus direitos, como políticas de troca e devolução e empresas por onde são realizados os pagamentos. Se atente para empresas parceiras que estão em outros sites que você já confia. Você costuma comprar em um site que utiliza o Troque Fácil? Então pode confiar que estará comprando em uma empresa legítima. 

 

Compare preços

 

 

Você fica menos suscetível a cair em golpes se souber o preço médio do produto que quer adquirir nessa Black Friday. Assim, você também saberá distinguir quais lojas estão oferecendo um desconto real sobre o preço normal daquele produto.

Também, verifique se os meios de pagamento são seguros. Se o e-commerce oferece como opção de pagamento apenas boleto ou transferência, pode ser um sinal de que algo não está certo.

 

 

 

 

 

Site e redes sociais

 

 

Antes de fechar a compra, pesquise sobre a loja. Procure o site e acesse suas redes sociais. Veja a data de criação das redes e o conteúdo que é divulgado nelas. Fique atento para erros de ortografia. Fotos e imagens de má qualidade também são um sinal de alerta sobre a confiança do e-commerce. 

 

 

 


 

 

 

Nessa Black Friday mantenha-se alerta. Se achar que algo está estranho busque mais informações sobre o site e se não julgar confiável descarte a possibilidade de compra. Melhor levar seu dinheiro para um site confiável e garantir que você não terá dores de cabeça mais tarde. 

 

 

Posts recentes

Tendências do e-commerce em 2020

 Tendências do e-commerce 2020 Acompanhar as tendências do e-commerce é imprescindível para qualquer negócio que está procurando expandir seus horizontes ou que quer seguir crescendo online. Dentro de um mercado tão competitivo, manter a relevância