Tendências do e-commerce 2020

Acompanhar as tendências do e-commerce é imprescindível para qualquer negócio que está procurando expandir seus horizontes ou que quer seguir crescendo online.

Dentro de um mercado tão competitivo, manter a relevância deve ser prioridade. Portanto, em 2020, e-commerce deve ser sinônimo de onipresença. A jornada da experiência do consumidor passa a ser cada vez menos linear, sendo não apenas “multi-device” mas também multi plataforma.

Aqui estão algumas das tendências que valem a pena ficar de olho e adaptar para o seu e-commerce. 

  • Melhorando a experiência de entrega

A entrega ainda é uma grande dor do cliente. Procure oferecer mais opções na hora de escolher como ele vai receber o produto. 

Apesar de parecer que esse pensamento vai “contra” a ideia central do e-commerce, muitas vezes é mais conveniente que o cliente retire sua compra na loja na hora que ele quiser. Caso você não tenha uma loja física, a opção é oferecer meios para seu cliente acompanhar a entrega do pedido. Estipular (e cumprir) um horário de entrega facilita, fazendo com que o seu cliente se prepare, evitando que o entregador tenha que fazer diversas viagens ao mesmo endereço e o produto acabe retornando ao Centro de Distribuição, gerando transtorno para todos os envolvidos. 

  • PWA para e-commerces

Já parou para pensar em como os aplicativos desempenham um trabalho muito melhor do que os websites em versão mobile? A tendência agora é de melhorar esses sites, tornando-os menos pesados e mais parecidos com um aplicativo nativo através de PWA. PWA ou Progressive Web Apps, é um conceito de site progressivo que vai adquirindo características de um aplicativo, mas na web.  Isso leva uma melhor experiência para o usuário, que procura cada vez mais uma experiência omnichannel. Por isso, é importante oferecer (em todos os meios) velocidade do site, boa navegabilidade, clicabilidade e funcionalidades parecidas. 

  • Compra online, experiência física

Durante o ano de 2019 vimos algumas lojas saindo completamente do físico e partindo para o e-commerce. Mas a tendência vai em contrapartida. O objetivo agora é integrar os dois mundos.

As lojas físicas não vão deixar de existir, mas seu objetivo será muito mais ligado a proporcionar uma experiência e encantar o cliente, do que propriamente vender. Guide shops, Pop Up stores ou até mesmo pequenos eventos, levam uma experiência agradável fazendo sua marca ficar a frente dos concorrentes na mente do cliente. 

  • Fast Fashion Mindset

O mercado de fast fashion cresceu 21% nos últimos 3 anos, portanto, não há dúvidas de que suas estratégias estão dando bons resultados. Existem 4 fatores que vem acelerando esse crescimento, são eles - velocidade e agilidade, endosso de influenciadores, social sales e sustentabilidade. Que tal aplicar essas ideias no seu e-commerce? Independente do seu mercado vale a pena tirar alguns ensinamentos do playbook das fast fashion

  • Vendas D2C

Direct to Consumer. Este modelo envolve a venda diretamente do produtor para o cliente final. Por meio de e-commerces e dos marketplaces, ficou muito mais fácil para as empresas aderirem ao D2C eliminando as lojas que ficariam no meio do processo, encarecendo o produto. Este modelo que está crescendo, pode trazer diversos benefícios para os produtores, como melhorar o relacionamento e a fidelidade dos clientes com a marca, assim tendo um maior controle da sua marca e da reputação dela. 

  • Ações conectadas

Além do produto em sí, as empresas precisam oferecer outras experiências que irão agregar valor à sua marca através de ações diferenciadas. Diferenciais estes, que podem ser a defesa de causas que seu negócio impacta, por exemplo: se sua loja tem relação com a indústria têxtil, pode realizar ações que envolvam a defesa do consumo consciente pensando na economia de recursos naturais gastos com a produção de roupas. 

Mas não se esqueça: ações como estas não devem ser apenas uma propaganda, os consumidores procuram vínculos com empresas reais e transparentes no que fazem!

 

Essas são apenas as tendências do e-commerce para este ano. Cabe a você decidir quais as melhores opções para o seu modelo de negócio. Vale lembrar, também, que é preciso primeiro pensar no que seus consumidores estão procurando para dar o que eles precisam. Caso contrário todas as ações serão apenas desperdício de tempo e dinheiro. 

Esperamos que essas dicas ajudem seu negócio a crescer ainda mais em 2020.

E então, qual dessas tendências você vai testar no seu e-commerce?

 

 

Posts recentes

Tendências do e-commerce para 2020

 Tendências do e-commerce 2020 Acompanhar as tendências do e-commerce é imprescindível para qualquer negócio que está procurando expandir seus horizontes ou que quer seguir crescendo online. Dentro de um mercado tão competitivo, manter a relevância

Glossário do E-commerce: Tudo o que você precisa saber

Glossário do e-commerce. O varejo online é cheio de termos específicos  e, muitos deles, em inglês. Pra você não ficar de fora de nenhuma novidade, preparamos este glossário, onde você pode pesquisar facilmente a maior

Powered by Rock Convert