redes sociais

Redes sociais e e-commerce: por onde começar?

Que as redes sociais são essenciais para qualquer negócio não é novidade para ninguém (ou não deveria, caso você tenha um e-commerce). Mas mesmo com toda essa popularidade das redes sociais, muitas empresas não sabem como se beneficiar delas para melhorar o relacionamento com o cliente, posicionar melhor a marca e, claro, vender mais!

Acompanhe nossas dicas e saiba por onde começar.

Por que meu e-commerce precisa estar nas redes sociais?

E por que não deveria?

Vamos partir do pressuposto que você não vai trabalhar com mídia paga: 1) as redes sociais são totalmente gratuitas, 2) elas são uma forma de criar relacionamento com os clientes e atrair potenciais clientes, 3) é a vitrine do seu e-commerce, 4) dá credibilidade à marca e 5) te ajuda a vender mais. 

E apesar de parecer complicado medir de forma concreta os resultados de aspectos mais indiretos das ações nas mídias sociais, como engajamento e conversas com clientes e prospects, são essas ações que contribuem para a construção de lealdade dos consumidores com a marca e um senso de grupo. 

Quando se fala em lidar com problemas e dúvidas dos clientes, essas interações mais próximas que podemos ter através das redes sociais são importantes para mostrar ao consumidor que sua marca está atenta às suas necessidades e comprometida em resolver seu problema.  

 

Não entendo nada de marketing digital, por onde começar?

Você sempre tem a opção de procurar um profissional para te ajudar nessa parte, mas caso a grana esteja curta ou você ainda não tenha tanta certeza sobre os benefícios que as redes sociais podem trazer para o seu negócio, comece fazendo você mesmo. 

As redes sociais (principalmente o instagram) são como uma vitrine para sua loja. Só que essa vitrine tem que chegar até as pessoas e não o contrário, como nas lojas convencionais. De nada vai adiantar produzir um conteúdo para suas mídias se seus clientes não são direcionados para elas. Portanto, o primeiro passo é deixar claro que suas redes sociais existem e você pode fazer isso colocando links diretos para elas em todas as páginas do seu site e divulgando nos e-mails. 

Além disso, é importante pensar em uma estratégia, mesmo que simples, antes de começar a investir nas mídias sociais. De preferência para poucos canais (os mais comuns são facebook e instagram), com o tempo você vai sentir se seus seguidores pedem sua presença em outras redes. Crie, também, um calendário consistente de publicações e que reflita a identidade e os valores da sua marca. Para Michael Jais, CEO da Launchmetrics, os clientes agora procuram nas marcas algo "muito além do conteúdo tangível".

Pesquisar muito e conhecer o público da marca tem um papel enorme na hora de traçar uma boa estratégia para gerar conversas a partir dos conteúdos. Manter uma boa identidade e com fotos de qualidade também vão ajudar a unificar a marca com seus valores e criar uma presença consistente.  

Dica extra: Invista em lives e conteúdos em vídeo. Muito mais do que textos, as pessoas gostam de ouvir. Faça uma live contando sobre sua marca, o processo de produção ou chame alguém influente no seu setor para ter uma conversa sobre um tema que é relevante para os seus seguidores. 

 

Quais estratégias eu devo usar? 

A definição de estratégia vai depender do seu objetivo, mas existem alguns pontos e tipos de ações que se encaixam em diversos segmentos e vão deixar seu perfil mais legal. Confira nossas dicas:

 

1) Promova conteúdo produzido pelos seus seguidores

Conteúdo gerado pelos seguidores e clientes tem muita relevância. É como se funcionasse como uma prova social da legitimidade da sua marca. Esse tipo de conteúdo ajuda a construir uma confiança nos seus clientes. Quando potenciais compradores vêem que outras pessoas reais compraram e tiveram uma boa experiência, e além disso podem ver as diferentes formas de usar o seu produto, eles se sentem mais seguros para fazer a compra. 

Dica: Que tal começar com um destaque no seu instagram mostrando as postagens e depoimentos de outros clientes? Claro, sem esquecer de pedir autorização deles para isso antes ;)

 

2) Mostre os processos e políticas básicas do seu e-commerce 

Além de mostrar seus produtos, as redes sociais são um espaço onde você pode mostrar um pouco alguns dos diferenciais e valores do e-commerce. Muitas pessoas procuram pelas formas de pagamento, política de troca e devolução e política de frete antes mesmo de tentar comprar algo. Você pode organizar tudo em uma postagem ou até mesmo escrever na descrição da conta de forma resumida sobre isso. 

 

3) Instagram shopping e Loja no Facebook

Algum tempo atrás, apesar de permitir que as marcas tivessem uma grande experiência de engajamento com seus públicos, as redes sociais não geravam, diretamente, uma grande conversão. Isso se dava ao fato da dificuldade, principalmente no instagram, de se compartilhar links. 

Ver a foto de um produto no instagram e não conseguir acessá-lo diretamente levava o consumidor a mudar de ideia durante o percurso de sair da foto, ir até o site e procurar o item dentro dele. Entretanto, desde 2018 existe a possibilidade de colocar marcações de compra nas fotos que contém um link que leva o consumidor mais facilmente até a área de compra do produto. 

Dica: para usar essa ferramenta de marcação você precisa converter sua conta em uma conta empresarial (business account), ter uma página do facebook conectada e colocar todos os produtos no catálogo pela conta do facebook. 

 

4) Aprenda a analisar seus resultados

Todo seu esforço pode ir por água abaixo se você não souber ver o que está dando resultado. Utilizar os relatórios de análise que a própria rede social te proporciona vão te ajudar a seguir com o que está indo bem e a parar de perder tempo com os conteúdos que não tem tanta relevância assim para o seu público. É uma ótima forma de encontrar os pontos fracos e fortes da sua estratégia. 

Dica: para melhorar o alcance orgânico peça para que amigos e conhecidos curtam, comentem e compartilhem as publicações. Isso vai ajudar a melhorar a entrega para os seus seguidores.

 

Resumindo o que você precisa para começar:

  • Saiba quem é sua marca. Defina uma identidade, tanto visual, quanto de linguagem e de valores. Se mantenha firme nela, consumidores querem consistência de discurso das marcas.
  • Comece com poucas redes. Avalie seus concorrentes e público, e veja quais redes eles estão mais presentes. Assim, escolha uma ou duas para focar. Mais tarde você pode abrir o leque conforme a necessidade.
  • Crie relacionamento. Redes sociais são baseadas em 3 pontos: conexões, relacionamentos e engajamento. Para criar isso você precisa estar disposto a criar um conexões reais com a sua audiência. Não é porque estamos online que não precisamos ser humanos. 
  • Gere conteúdo colaborativo. Convide seus seguidores a mandarem fotos e depoimentos para serem postados no perfil. Isso gera um engajamento maior entre os clientes e inspira confiança 
  • Faça lives e vídeos. Gere conteúdo que importante para seus seguidores. Chame alguém que é referência dentro do seu negócio para conversar em uma live ou por exemplo, se seu e-commerce for de moda, ensine seus seguidores a customizar uma peça de roupa.
  • Aprenda a analisar seus resultados. Entender o que seu público gosta e o que não gosta é essencial para manter o engajamento. Nada de gastar tempo com conteúdo que seus seguidores não consomem. 

Se quem não é visto não é lembrado, o que você está esperando para começar a se dedicar mais na produção de conteúdo e estratégias para as mídias sociais do seu negócio?

Seguindo essas dicas e procurando conhecer mais sobre as redes sociais, seu e-commerce e seu relacionamento com o cliente vão melhorar muito. Mas você precisa estar preparado para dar conta de todas as vendas e ainda ter um pós venda efetivo. Conheça mais sobre o TRAKR e o Troque Fácil e descubra como melhorar a qualidade do seu e-commerce através do pós venda.

Posts recentes

Terceira idade no e-commerce: como conquistá-los?

Terceira idade no e-commerce: como conquistá-los?  A terceira idade está cada vez mais online. Com vontade de experimentar e poder aquisitivo para comprar, este é um público muito atraente para o mundo online. Continue lendo

Dia do Orgulho e Inclusão LGBT+ nas empresas

Dia do Orgulho e Inclusão LGBT+ nas empresas A comunidade LGBT conseguiu levar a luta pela inclusão e pela diversidade ao ambiente corporativo e diversas empresas no mundo todo estão levantando essa bandeira. Mas apesar

Redes sociais e e-commerce: por onde começar?

Redes sociais e e-commerce: por onde começar? Que as redes sociais são essenciais para qualquer negócio não é novidade para ninguém (ou não deveria, caso você tenha um e-commerce). Mas mesmo com toda essa popularidade